Matérias Especiais

Imprimir

Raízes do Sabor

Em .

resgate da culinária afrodescendente de Quissamã

Por Andéa Pessanha

Festival de CulináriaDas senzalas das antigas fazendas de cana-de-açúcar surge a culinária afrodescendente, desenvolvida inicialmente pelos escravos e depois aperfeiçoada pelos seus descendentes na Fazenda Machadinha, a partir do século XIX. Até hoje a população tradicional continua vivendo no local nas antigas senzalas que foram restauradas e transformadas em unidades habitacionais. As receitas gastronômicas antigas foram recuperadas através de Carlos do Patrocínio, o "Seu" Carlinhos, que aprendeu tudo com seu avô, Amaro do Patrocínio, último cozinheiro desta Fazenda quando a Casa Grande ainda estava em atividade e também com seu tio Menésio do Patrocínio, que também cozinhou na Casa Grande.

Não tem como explicar a satisfação quando recebemos nosso primeiro prêmio em 2010 no Teatro João Caetano

Dona Gerusa

Atualmente os visitantes da Fazenda Machadinha podem saborear os pratos do Raízes do Sabor em alguns dias especiais no restaurante Casa de Artes de Machadinha, que faz parte do Complexo Histórico-Cultural da localidade. É possível viajar ao passado através das receitas do avô do seu Carlinhos como o "mulato velho", uma feijoada especial feita com filé de peixe salgado e pedaços de abóbora; a "sopa de leite" (carne-seca assada coberta com pirão de leite); o "capitão de feijão", bolinho de feijão temperado; "tapioca com sassá", um tipo de peixe pequeno; o "bolo falso" (farinha de mandioca, queijo, ovos, coco, manteiga e leite); e a "sanema", doce feito com mandioca, ovos, coco e manteiga batida, cuja massa é enrolada e assada dentro da folha verde da bananeira.

Casado há mais de 50 anos com Dona Gerusa Azevedo Patrocínio, Seu Carlinhos conta que ensinou sua esposa a cozinhar os pratos típicos logo no início do casamento, fato este que hoje é motivo de orgulho para o casal. Dona Gerusa relembra com saudade os momentos que já tiveram juntos divulgando as receitas da culinária do Raízes do Sabor. "Não tem como explicar a satisfação quando recebemos nosso primeiro prêmio em 2010 no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro e ter a alegria de saber que Machadinha estava na mídia", relembrando das vezes que já participaram em vários eventos na região e até em outros Estados mostrando a culinária típica de Quissamã.

Outra integrante do Projeto Raízes do Sabor, Maria da Natividade Rodrigues Ribeiro, mais conhecida como Dona Preta, também recorda do tempo quando ainda não existia a Casa de Artes de Machadinha e que a comunidade recebia visitantes para degustação da culinária típica local de forma improvisada. "A gente montava barracas em frente às senzalas, próximo de onde é localizado o Memorial de Machadinha, fazíamos uma roda de jongo e era motivo de festa para todo mundo", destacou Dona Preta.

Imagens do projeto Raízes do Sabor

Compartilhar no Facebook